Taxistas criam grupos de bairro e clubes com desconto de até 50% contra Uber


(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Do Correio

A oportunidade pode estar ao seu lado, ou melhor, na vizinhança. É o que alguns grupos de taxistas já descobriram e estão utilizando para reagir ao domínio do Uber – a chegada do aplicativo em Salvador, em abril de 2016, fez reduzir a clientela dos táxis em cerca de 60%.

O passageiro que costumava reclamar dos preços das corridas, do mau atendimento de alguns taxistas ou até da recusa em entrar em determinadas ruas e bairros de Salvador, agora tem alternativas. E não é porque há mais um aplicativo de transporte individual chegando à cidade. Os próprios taxistas decidiram se movimentar e contra-atacar, oferecendo um serviço “regionalizado”.

Entre as inovações estão descontos em corridas isoladas – que pode chegar à metade do preço da corrida comum, ou não cobrança da bandeira 2 -, chamadas via Whatsapp para facilitar a comunicação com os clientes e a garantia de levar o passageiro a qualquer local do bairro, mesmo os considerados mais perigosos, ou seja, onde muitos uberistas se recusam a entrar.