Prefeitura cancela show de Naldo Benny no Réveillon de Copacabana


pós se preso por posse ilegal de arma e denúncias de agressão à esposa, o cantor Naldo Benny teve a participação dele cancelada no famoso Réveillon de Copacabana. A decisão foi tomada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, que bateu o martelo nesta quinta-feira (7).

O artista já foi avisado e não foi de encontro à determinação, de acordo com a assessoria de imprensa da RioTur. Os próximos passos serão a rescisão do contrato, que já havia assinado. Ele seria a atração principal do palco principal da festa. Ainda não definição sobre quem substituirá Naldo.

O evento contará com shows de Anitta, Frejat, Cidade Negra e Belo, e das escolas de samba Mocidade e Portela. Ainda conforme a RioTur, as alternativas para a festa é contratar um novo artista ou deslocar alguma atração de outro palco da cidade.