Cabeleireiro ateou fogo em padaria no Caminho de Areia por ciúmes do namorado

RTEmagicC_deb03a8452.jpg

O cabeleireiro que ateou fogo a uma padaria e ao próprio corpo da manhã desta quarta-feira (1º), no Caminho de Areia, cometeu o crime por ciúmes do namorado. A padaria estava cheia de clientes quando Jorge Alves Moura invadiu a Deliroma Panificadora e Lanchonete, que ficava ao lado do salão de beleza dele. No estabelecimento, trabalhava o namorado do rapaz, que não foi identificado pela polícia. Antes de cometer o crime, o cabeleireiro fez um desabafo enigmático nas redes sociais. “Tá chegando o momento. Sinto que todos vão se surpreender comigo, mas o que tá feito tá feito”, escreveu o rapaz em seu perfil do Facebook, onde é conhecido pelo apelido: Chambinho. 

Logo depois, Jorge invadiu o local com um galão de gasolina, ateou fogo na padaria e começou a se ferir com uma faca. Ele também ateou fogo ao próprio corpo. Com medo, o namorado do cabeleireiro, que estava trabalhando no local, fugiu assim que Jorge começou a atear fogo à padaria.

A Deliroma foi destruída pelo fogo. Testemunhas relatam que o pânico e a correria entre os clientes e moradores da região foi grande. Ninguém além de Jorge ficou ferido durante o ataque. Ele também correu pela calçada, caiu e foi contido por um policial militar.

RTEmagicC_chambinhomoura_desfocado.jpg

Fonte: Correio

Acusado de matar personal já saiu de São Paulo

Felipe embarcou agora há pouco para Itabuna
Felipe embarcou agora há pouco para Itabuna

A Polícia Civil de Itabuna, em conjunto com a de São Paulo, acaba de embarcar o preso da justiça por suspeita de assassinato Felipe Barros, com destino a Itabuna, sul da Bahia. A previsão para a chegada do bacharel em fisioterapia está prevista para às 15 horas, em Ilhéus e, 15:30 ao Complexo Policial itabunense.

Barros é o principal suspeito de matar com cinco tiros o educador e personal trainer Lucas Dias, no último dia 19, no bairro de Fátima. O motivo seria o fim do namoro do suspeito com a atual namorada da vítima.

Clique e relembre.

 

Empresário é preso em SP suspeito de torturar enteada de 2 anos

RTEmagicC_83be2aa334.jpg

Um empresário de 35 anos foi preso em Araçatuba, interior de São Paulo, suspeito de maltratar a enteada de 2 anos de idade, dentro de casa quando, supostamente, a mãe da criança não estava. A polícia analisa os vídeos encontrados no celular que teriam sido feitos pelo próprio padrasto, Maurício Moraes Scaranello.

Imagens do celular do empresário mostra a criança com uma cebola nas mãos. Ele diz que é uma maçã: “Come maçã para mostrar para a mamãe. Mordeu? Morde forte. Não, você nem mordeu direito, mordeu só um pedacinho. Só mais uma mordida, aí a gente mostra o vídeo”, diz o homem.Em outra gravação, a menina está com muito sono, mas ele não deixa ela se deitar. “Não, senta”, ordena. Depois dá um susto na criança que está quase dormindo sentada.

Maurício morava com a mulher e com a enteada em um condomínio de luxo em Araçatuba. O caso foi descoberto depois de denúncia anônima. Ele foi preso na semana passada. De acordo com as investigações, a menina sofria as agressões durante a noite, período em que a mãe estava estudando. No celular do padrasto ainda foram encontradas fotos da criança nua. Exames de corpo de delito feitos no Instituto Médico Legal (IML) revelam várias queimaduras que, segundo os médicos, podem ter sido provocadas por uma cola de alta aderência.

À polícia, durante depoimento, o empresário negou as acusações. O delegado Getúlio Nardo disse à TV Tem, afiliada da TV Globo, que o padrasto alega ter sido um acidente.

- As provas coletadas no local não levam a crer isso. E eles também divergiram bastante nos depoimentos referente a esse fato. Ele disse que fazia esses vídeos por achar engraçado – afirmou o delegado.

A mãe da menina disse que não sabia dos vídeos nem das fotos. Os advogados do empresário entraram com um pedido de relaxamento da prisão.

Fonte: Correio

Mulher é atropelada por Kombi e morre em Apuarema

Fotos enviadas pelo Zap Zap do site.
Fotos enviadas pelo Zap Zap do site.

Um grave acidente aconteceu nesta segunda-feira (29) no inicio da tarde, na BA 549 que liga Apuarema a Itamari, quando um ônibus da empresa Cidade Sol parou no ponto da ferrugem em direção a Apuarema e uma mulher identificada pela Polícia Militar por Creuza Bião 48 anos, moradora da Região,  desceu, ao tentar atravessar a pista foi atingida por uma veiculo modelo Kombi branca que não conseguiu desviar da mulher ao fazer a ultrapassagem.Imagens fortes.

Apuarema 24 horas.

Droga encontrado no Conjunto Penal de Itabuna nesta segunda

Droga encontrado no Cojunto Penal de Itabuna nesta segunda-feira 29 (1)

Na tarde desta segunda-feira (29), após revista no presídio de Itabuna, dois internos foram apresentados na delegacia e uma grande quantidade de maconha foi apreendida. Com Anderson Robert da Silva Santos, 28 anos, foram apreendidas 361 buchas de maconha. Já na cela de Lucas Pereira dos Santos, oito buchas foram apreendias. Além das duas apreensões, foi encontrada uma quantidade da droga que não estava separa em buchas.

Droga encontrado no Cojunto Penal de Itabuna nesta segunda-feira 29 (2)

Fonte: Bahia Hoje

Caso Personal: Polícia Civil de SP prende Felipe Barros por mandado de prisão preventiva

Felipe é acusado de matar personal
Felipe é acusado de matar personal

De acordo com delegado Marlos Macedo,  titular da DH (Delegacia de Homicídios), a Prisão Preventiva foi decretada na última quinta-feira (25) após uma reunião com o promotore Rafael e a juíza Leandra Leal. Entretanto, o suspeito já estava em São Paulo, daí em diante, houve uma interação entre as policiais de Itabuna e SP, para localizar o foragido.  Os civis Martins e Molina, do Departamento Estadual de Investigações Criminais - DEIC, contatos próximos da PC baiana, através de Macedo, conseguiram localizar o foragido no Braz, área central da capitão paulista.

Conforme ainda o policial, em entrevista ao Plantão Itabuna, o coordenador Evy Paternostro, já está viabilizando as passagens áreas com a chefia da Polícia Civil, logo depois, será realizada a transferência do acusado.