Brasil manifesta interesse à Conmebol de abrigar libertadores feminina 2018


A Libertadores feminina pode retornar ao Brasil em 2018. Depois da edição de 2017 no Paraguai, vencida pelo Corinthians/Audax, clubes e CBF se unem para que a disputa seja realizada no país. De acordo com Romeu castro, novo supervisor de competições nacionais femininas da entidade, foi apresentado o interesse à Conmebol com Iranduba e Foz Cataratas como pretendentes.

Santos e Audax já estão classificados para o torneio deste ano e, caso realmente ocorra em terras brasileiras, o local sede terá direito a uma terceira vaga. s competições de base estão em foco também. Para as categorias sub-14 e sub-16, a Conmebol lançou em 2017 a Primeira Liga de Desenvolvimento de futebol feminino.

Romeu afirma que a intenção é seguir apoiando a ação da entidade sul-americana e sugerir ideias para que as disputas cresçam e integrem o continente americano. Para sub-17 e sub-20, a Confederação Brasileira de Futebol tem o objetivo de lançar suas próprias competições.